Feira da Vinha e do Vinho arrancou com recados sobre alta velocidade

A Feira da Vinha e do Vinho abriu portas na passada quarta-feira e prolonga-se até ao próximo domingo. A cerimónia de inauguração foi presidida pelo Ministro da Agricultura e Pescas, José Manuel Fernandes. Na ocasião, a presidente da Câmara Municipal de Anadia, Maria Teresa Cardoso, destacou os 20 anos do certame e o papel que tem desempenhado na promoção do setor vitivinícola, da economia e da cultura locais.

Teresa Cardoso deixou ainda nota ao Ministro: “Tenho que deixar uma nota de pesar pela linha de alta velocidade que vai estragar uma grande mancha vitivinícola, prejudicando todo o setor. Em nome de todos os produtores e de todo o Município é algo que não posso deixar passar”.

A presidente da autarquia referiu ainda ser uma honra pôr mãos ao trabalho para criar o Centro de Investigação de Espumantes, acrescentando que o Polo de Inovação que vai nascer na Estação Vitivinícola de Anadia vai ajudar.

“É um projeto que vai servir todas as regiões e projetos nacionais. Os produtores têm apostado na excelência dos produtos”, terminou. Deixou ainda um agradecimento público a todos os expositores pela sua participação e pelo contributo que dão ao Certame, cujo objetivo é dar a conhecer o que de melhor se faz a nível concelhio e da região.

José Manuel Fernandes, Ministro da Agricultura e Pescas, referiu saber que o vinho faz parte do modo de vida, apesar de “às vezes nem termos consciência disso”, acrescentando ainda que entende não ser dada a devida importância à agricultura.

“Somos grandes consumidores de vinho, que não é só isso, é também convívio e esta Feira é exemplo disso. Vamos apostar fortemente na exportação de vinhos e espumantes. Os fundos devem servir para diminuir as assimetrias nos territórios e às vezes são usados de forma contrária”, disse.

Raul Almeida, presidente da Turismo do Centro, também presente na inauguração, afirmou ainda que feiras como esta mostram o que de melhor existe na região, trazendo-lhe notoriedade. Deu ainda destaque ao enoturismo, que tem um papel muito importante: “Tem tido um grande crescimento e potencial para crescer ainda mais; o enoturismo quebra barreiras e potencia outros setores de atividade, acrescentando-lhes valor”.

Hoje sobe ao palco a banda inglesa The Waterboys e o DJ Padre Guilherme. No sábado é a vez de Rui Veloso subir ao palco. No último dia (entrada gratuita), a animação estará a cargo de Nina Tok Tok (15h00 – Palco Sentir Anadia) e Bárbara Tinoco (22h00). As entradas no recinto têm um custo diário de 3,00€, à exceção do último dia em que a entrada é gratuita. Os portadores dos cartões Anadia Jovem e Sénior têm um desconto de 50%.

SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais