Administração da escola de condução quer devolver aos alunos valores já pagos

A Escola de Condução Prioridade, instalada em Anadia, encerrou as suas portas no passado dia 22 de julho. Na porta foi colado um aviso de insolvência, emitido pelo Tribunal Judicial de Aveiro, e foi com este papel que dezenas de alunos desta escola se depararam. Segundo este documento, o pedido de insolvência terá sido requerido por Mara Melo, antiga funcionária da empresa e, segundo apurámos, teria salários em atraso.

A administração da escola manifestou-se ao nosso jornal dizendo que já contactou com alguns alunos e transmitiu a todos que o assunto estaria a ser resolvido, apesar de que não com a celeridade que gostariam. Disseram-nos que estão a tentar tratar da situação individual de cada aluno mas, dado não terem acesso às instalações ou equipamentos, não conseguem falar com todos.

Ao nosso jornal, em representação da administração da escola, foi-nos transmitido que, ainda que devagar, todos estes valores serão restituídos aos alunos.

O Jornal de Anadia conversou com alguns alunos desta escola que não tiveram mais nenhuma informação, além deste aviso colado na porta. Segundo nos transmitiram, na maior parte dos casos, as cartas já estariam todas pagas, à priori, e há ainda casos em que já haviam feito o exame teórico, estando a aguardar o exame prático.

O que é certo é que estes alunos já perceberam que, ao mudarem de estabelecimento, poderão ter que pagar a totalidade do título por completo, sendo que esta decisão pode ser diferente tendo em conta a escola para onde estes alunos forem. Os exames teóricos já aprovados continuam válidos.

 

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais