CMOS surge como resposta a situações urgentes

O Centro Municipal de Operações de Socorro foi criado em 2012 com o objetivo de criar uma linha de emergência designada “Anadia Segura”, cujo objetivo é a receção, o tratamento e o encaminhamento de todos os pedidos de socorro e/ou de colaboração efetuados pelos munícipes e, caso se revele necessário, acionamento as forças de segurança, proteção e socorro e os demais serviços com responsabilidade no concelho de Anadia. Tudo como forma de dar uma resposta mais célere, adequada e eficaz às necessidades da população, contribuindo para a mitigação do risco.

Com mais de um ano de constituição fomos perceber o balanço deste que é um projeto inédito no país. Bruno Almeida, comandante dos Bombeiros Voluntários de Anadia, diz prontamente que “a implementação deste serviço tem permitido a resolução da grande maioria dos casos reportados”, sendo que a maior parte dos pedidos de ajuda remete para animais desnutridos e abandonados.

PUB“Desde a sua constituição, o Centro Municipal de Operações de Socorro garante a direta e objetiva troca de informação entre os diversos Agentes de Proteção Civil e Entidades do concelho, levando a que as situações reportadas sejam sinalizadas e resolvidas em tempo útil. No que respeita a animais de companhia, são encaminhados meios no imediato para verificar a condição de cada animal, registando fotografias, leitura de microchip e avaliação do estado clínico. Dessa triagem, resulta a decisão de recolha para o CROAC, entrega ao proprietário ou encaminhamento para uma clínica veterinária”, explica-nos.

Bruno explica ainda que os munícipes devem utilizar este serviço sempre que se justifique e reconhece que nem todas as situações de pedidos de ajuda por este meio são de resposta imediata mas é sempre enviada uma equipa ao local para avaliação.

“No caso de um animal acidentado, se o dono for desconhecido, deve ligar-se para a linha Anadia Segura, 808 231 112, reportando essa ocorrência. Sempre que possível, em segurança, quem contacta deve pré-sinalizar o local do acidente evitando mais danos associados a essa ocorrência. De seguida, a equipa técnica que aborda a situação avalia e trata das diligências para com os proprietários e se necessário encaminha o animal para uma das clínicas veterinárias do concelho”, explica.

SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais