Filme “Santa Maria de Vagos”, de Carlos Garcia, nas “4ª Clássicas”

Na passada noite de 3 de janeiro realizou-se mais uma sessão de cinema do projeto “4ª Clássicas”, no auditório do Centro Paroquial S. Pedro, em Cantanhede, desta feita com a estreia da versão restaurada do filme “Santa Maria de Vagos” (1981) realizado por Carlos Garcia, com edição de António Oliveira.

Após uma introdução efetuada pelo realizador, a obra foi apreciada pelo muito público presente, onde não faltaram alguns atores, figurantes e colaboradores. A história do filme apresenta o capitão de um barco naufragado na costa da Vagueira que procura um convento onde confiar uma imagem sagrada, que ele havia deixado enterrada na areia. O trabalho possível de restauro da obra foi elaborado por Paulo Fajardo (imagem) e Sylvain Barreto (som), coordenado por Vasco Espinhal Otero, por intermédio do projeto “Herança Docs Bairrada – Acervo do Património Cultural e Imaterial da Bairrada” levado a cabo pelo Cineclub Bairrada.

Esta sessão contou com um enquadramento adicional do projeto “Gente da Nossa Terra”, uma iniciativa recente do Município de Cantanhede, que tem como propósito primordial promover o reconhecimento, na vertente histórica e/ou artística, de personalidades marcantes, sublinhando os seus percursos, carreiras e influências. Consiste numa programação suportada em diversos eventos dedicados e inspirados por estas figuras distintas, de uma forma abrangente, pedagógica e criativa. Nesta primeira edição, o destaque recaiu precisamente em Carlos Garcia com enfoque nas suas diversas expressões artísticas, nomeadamente na literatura, cinema, etnografia e cultura em geral.

Recorde-se ainda que as sessões de cinema e de cine-concertos das “4ª Clássicas” ocorrem em Cantanhede, por norma mensalmente, desde 2016, estando o projeto no seu nono ano de programação mensal, com sessões em sala e também ao ar livre. Esta iniciativa decorre com a curadoria e organização do Cineclub Bairrada (cuja Secção de Cantanhede está sediada na Lúcia Lima Associação Cultural – Cadima), contando com o apoio do Município de Cantanhede, União de Freguesias Cantanhede e Pocariça, Caixa de Crédito Agrícola de Cantanhede e Mira, Luminescências, Unidade Pastoral de Cantanhede, Cinemusicorium e Coletivo Artístico Efervescente.

Destaca-se também o facto de existirem desde 2019 expansões das “4ª Clássicas” nos concelhos de Anadia, Mealhada, Águeda, Oliveira do Bairro e brevemente ainda em mais concelhos da região da Bairrada, no âmbito da intervenção cultural estruturada do Cineclub Bairrada, que celebra o seu quinto ano de existência e que tem como objetivo geral a divulgação do Cinema, contribuindo com todos os meios para o desenvolvimento da cultura, dos estudos históricos, da técnica e da arte cinematográfica. Esta entidade, que congrega associações culturais dos vários concelhos da região da Bairrada, tem vindo a apostar na formação, programação e produção, com especial interesse no registo do património imaterial (projeto Herança Docs Bairrada) e no apoio a artistas da região.

SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais