Grupo Porcelanosa faz investimentos em Coimbra

Com presença em 150 países, entre os quais Portugal, onde detém quatro lojas, a Porcelanosa abriu ao público, no Porto, o novo showroom do grupo. Trata-se de uma mudança única no conceito das lojas da multinacional espanhola que investiu um total de dois milhões e meio de euros no espaço portuense, pensado para “satisfazer e ajudar o cliente final na sua decisão”, como adianta o diretor geral em Portugal, Pedro Neiva.

O ano tem sido de crescimento exponencial para a Porcelanosa, que, mesmo num período atípico, consequente da pandemia de covid-19, atingiu marcos históricos e atingiu valores de faturação que ficarão para sempre na história da empresa. Este mês soma mais um, com a inauguração de um conceito único e irreverente naquela que é a sua loja portuguesa mais antiga, a Loja Porcelanosa Porto.

O espaço, com 1400 metros quadrados, foi alvo de um investimento profundo, mais de 2 milhões e meio de euros, e está, agora, dotado de novas valências, entre as quais uma área técnica totalmente interativa, intuitiva e inovadora no setor da prescrição/decoração e construção. A esta juntam-se ainda mais valias como a possibilidade de visualização de ambientes de banho e cozinha à escala real e salas de formação e reuniões, disponíveis para o público receber os seus clientes finais e, assim, ajudá-los em todos os passos necessários para conceção perfeita do projeto.

Tudo acontece no ano em que a multinacional espanhola assinala 22 anos de atividade no Porto, cidade onde tem instalada aquela que é a sua loja “mais consolidada no mercado”, não só pela sua antiguidade, mas também pela equipa de que dispõe. Com uma faturação anual na ordem dos 21 milhões de euros, o espaço usufrui de uma nova imagem, levada a cabo, recentemente, com grande êxito, para o mercado de exportação.

Recorde-se que a Porcelanosa é um dos fabricantes mais importantes do mundo da cerâmica, mobiliário de cozinha, equipamento de casa de banho e de soluções construtivas para a arquitetura contemporânea, que comercializa os seus produtos diretamente, desde o cliente particular, que representa 15% do total da faturação, ao setor profissional, como o construtor ou promotor imobiliário. A grande maioria dos arquitetos em Portugal, por exemplo, disponibiliza nos seus cadernos de encargos produtos Porcelanosa, pela confiança inabalável que têm na marca, originando, assim, um serviço de excelência a nível de aconselhamento e prescrição de materiais.

O grupo registou uma faturação de 900 milhões de euros e prevê um crescimento na ordem dos 8% para o próximo ano. De referir ainda que no seu plano de expansão em Portugal, para os próximos anos está contemplada a abertura de uma loja na ilha da Madeira e de mais quatro no continente, em concreto em Sintra, Cascais, Coimbra e Braga.

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais