Nelson Cerveira apresenta amanhã livros sobre a mulher

Nelson Henriques Cerveira conta já com dezenas de livros publicados, mas isso não o demove de, no próximo dia 11 de março apresentar três novas obras: Minha mãe foi prostituta; Culpada ou Inocente e Droga Não!. Todos estes títulos são, de alguma forma, relacionados com a mulher e, por isso, escolheu a semana em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, para os apresentar ao público.

O evento de apresentação dos livros está marcado para o próximo dia 11 de março, pelas 15h, na Biblioteca Municipal de Anadia e contará com a presença de José Machado Lopes, uma pessoa ligada à cultura.

No livro sobre a culpa/inocência conhecemos a vida de uma mulher que foi violada pelo padrasto e acaba, depois de várias voltas na vida, por matar o companheiro que a agredia. Já na história sobre a mãe prostituta, conta-se a história de uma mulher desde que nasce até que morre, sendo que tem a profissão de palhaço, explicando que, mesmo com todas as contrariedades, a profissão não deixa que tire “o sorriso”. O outro livro, sobre a droga, mostra-nos as consequências desta a curto, médio e longo prazo.

“O livro ‘Minha mãe foi prostituta’ é a minha jóia. Apesar de gostar de todos os que escrevi até hoje, este é o que me diz mais. Há também muita da minha história militar nele”, explica-nos o autor.

Os três livros estão já escritos há muito tempo mas foi agora o momento de verem a luz do dia. O escritor está, de momento, a escrever o seu 21º romance, que juntará aos seus 14 livros sobre alimentação e a um outro sobre a história do desporto em Anadia.

A vida levou-o de Anadia até Angola e daqui para Vale da Mó, sítio que escolheu para usufruir do seu tempo de reforma e tranquilidade. Foi em Angola que escreveu os seus primeiros livros, sobre a alimentação, por força das formações que lecionou. A sua estreia foi, então, em 2001.

“Dei-me bem com todas as pessoas e acabei por acompanhar muito do seu sofrimento e dificuldades. Depois de escrever sobre a alimentação, esta minha vivência levou-me a escrever três livros de alguma forma inspirados na guerra em Angola”, contou-nos.

“Nunca me tinha passado pela cabeça escrever, mas sempre fui leitor. Os professores, na altura da escola, elogiavam muito a criatividade nas minhas redações, mas nunca o caminho foi por aí. Depois de começar, tomei o gosto de escrever”, explica.

Em 2022 editou quatro livros, apesar de já os ter escrito anteriormente, todos através de edição de autor. Ultimamente os seus livros têm também um apontamento solidário e estes próximos não fugirão à regra. Metade do valor dos livros vendidos neste lançamento será doado aos Bombeiros Voluntários de Anadia, para apoio na aquisição de um carro-escada

“Quando começo a escrever um livro, escolho um tema e depois idealizo a história para desenvolver esse mesmo tema. Traço também, logo, as linhas gerais da história e, muitas vezes, começo e já sei como quero que termine, só ainda não sei o caminho. O início de um livro é das coisas mais importantes, deve prender logo o leitor. E o fim, claro, deve de alguma forma ser inesperado, para prender o leitor ao autor”, explica-nos.

Nelson Cerveira não gosta de livros biográficos, nem tem jeito para escrever poesia e, por isso, escolhe que todos os seus livros tenham uma mensagem para passar. Gosta de se intitular de romancista e, para isso, inventa uma história sobre a mensagem que quer passar. Escrever sobre a história de alguém tira parte desta liberdade.

Nasceu e foi criado na Rua dos Olivais, em Anadia, mas chegou a morar durante algum tempo na sua infância em Vale da Mó, por motivos de doença. Não sabia que iria regressar mais tarde e esta é, agora, a sua segunda casa. Não conta parar de escrever, porque sabe que tem ainda muita mensagem para passar. Garante que não o faz por dinheiro, aliás, é exatamente o contrário.

Ainda este ano, em agosto de 2023, fará a apresentação de outro livro em Vale da Mó, onde recordará o passado e onde nos contará como era a vida nesta aldeia nos anos 50/60.

SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais