Torres é agora “Aldeia de Portugal”

A aldeia de Torres, na Freguesia de Vilarinho do Bairro, recebeu, no passado dia 09 de outubro, o Certificado “Aldeias de Portugal”, numa cerimónia que decorreu durante a Festa do Bunho e do Junco. O Certificado foi entregue pela representante da ATA – Associação de Turismo de Aldeia, Maria da Saúde Inácio, ao presidente da Junta de Freguesia de Vilarinho do Bairro, Dinis Torres, legítimo representante da aldeia, tendo a presidente da Câmara Municipal Município, Maria Teresa Cardoso, recebido uma lembrança alusiva ao momento.

A atribuição do Galardão “Aldeias de Portugal” à aldeia de Torres, resultou de uma candidatura apresentada pelo Município de Anadia e pela Freguesia de Vilarinho do Bairro, aprovada no âmbito da Ação 10.3 “Atividades de Cooperação dos GAL”, da Medida nº10 – Leader, do PDR 2020.

A coordenadora do Grupo de Ação Local Aveiro Sul, Carmo Ambrósio, sublinhou que a entrega deste Certificado “é um reconhecimento público” da aldeia de Torres, considerando que “hoje é o primeiro dia de um processo que tem de continuar”, em que vai ser necessário “um trabalho conjunto, nomeadamente da comunidade e das associações”. Anunciou que o próximo passo “é construir o plano de valorização da aldeia para que possa ser ainda mais atrativa do ponto de vista turístico. Um processo que tem de envolver toda a freguesia e todo o Município”.

Para o presidente da Junta de Freguesia de Vilarinho do Bairro, Dinis Torres, a entrega deste Certificado “é um grande orgulho” tanto para a Freguesia de Vilarinho do Bairro como para a aldeia de Torres. Deixou um agradecimento público à população de Torres, à Associação Recuperar Torres e aos Amigos da Lagoa de Torres que “deram um grande contributo” para o andamento deste processo. “Sem a sua ajuda o processo seria, certamente, muito mais complicado”, adiantou.

Dinis Torres considerou que a atribuição deste Certificado “aumenta ainda mais a nossa responsabilidade”. Aproveitou o momento para dar a conhecer algum do trabalho que, entretanto, já está a decorrer, em parceria com o Município de Anadia, designadamente a requalificação de alguns recantos da aldeia, como o Largo da Cuba e a Fonte da Cuba, bem como a elaboração do percurso pedestre “Rota da Lagoa de Torres”, que terá uma extensão aproximada de 10 kms.

A presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, referiu que “é com muito agrado que estamos aqui a testemunhar este momento histórico para a aldeia”. “Esta aposta na aldeia de Torres foi também uma forma de reconhecer todo o trabalho que tem vindo a ser feito pelas associações e pela valorização daquilo que é o património cultural e histórico. São valores que também queremos preservar, mas só é possível avançar com este desiderato se pudermos contar com a Freguesia e com o povo, para manter vivas estas tradições e toda esta história”, afirmou a autarca.

Teresa Cardoso reiterou “a enorme responsabilidade” da atribuição do Galardão, tanto para a Câmara Municipal, como para a Freguesia e, obviamente para a Aldeia de Torres que “se sentirá mais motivada e empenhada para continuar este trabalho de valorização das nossas terras e gentes”.

A rede “Aldeias de Portugal” pretende ser uma montra das boas práticas no desenvolvimento rural, promovendo a preservação do património, as boas práticas ambientais, a inclusão social, a melhor utilização dos recursos locais, a exploração de novos usos para recursos e técnicas locais, o trabalho em cooperação interna nas aldeias, dentro da rede e também de cooperação internacional para o desenvolvimento rural. A rede promove a busca de uma identidade rural que complementa o urbano, apostando aí como fator de diferenciação e captação de fluxos e residentes.

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais