Vítor Baía apoia Bosque Madiba na Mata do Bussaco

No Dia Mandela, Vítor Baía apoia Bosque Madiba na Mata do Bussaco e apadrinha a árvore nº 99 das 100 existentes neste espaço único, de homenagem ao Nobel da Paz, Nelson Mandela. A Fundação Vítor Baía 99 junta esforços com a Associação Patrulheiros, liderada também pelo ex-colega guarda-redes, José Nuno Amaro, numa campanha pela preservação do Teixo, árvore Autóctone em vias de extinção.

No âmbito do Dia de Mandela, celebrado anualmente a 18 de julho, dia do seu nascimento, reconhecido como o grande impulsionador da luta contra o «apartheid», e por ter colocado a sua vida ao serviço da humanidade, Portugal apresenta um espaço único no Mundo de homenagem ao líder Sul africano.

O projeto do Bosque Madiba, liderado pela Associação Patrulheiros, que une a Câmara Municipal da Mealhada e a Fundação Mata do Bussaco (FMB), foi apresentado em 2019, na presença do neto de Nelson Mandela, Ndaba Mandela, no Bussaco.

Este espaço pretende contar a vida do líder histórico sul-africano através de 100 árvores, cada uma delas ligada a uma passagem da vida de Mandela, também apelidado de “Madiba”, estando projetada ainda com uma área dedicada às crianças, será uma instalação para que os mais pequenos aprendam a andar de bicicleta.

A cerimónia de entrega contou a presença do Presidente da Fundação Mata do Bussaco, Guilherme Duarte, e com António Jorge Franco, presidente do Município da Mealhada, parceiros da iniciativa.

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais