Oposição assina comunicado sobre Assembleia Municipal sobre a água em Anadia

Na sequência da crise da água declarada imprópria para consumo durante o mês de agosto pela entidade gestora (Câmara Municipal de Anadia), a oposição com assento na Assembleia Municipal de Anadia (PSD, PS e CDU) convocaram uma sessão Extraordinária que decorreu no passado dia 26 de setembro.

No seguimento dessa sessão de Assembleia, os líderes de cada grupo municipal assinam um comunicado que emitem e reproduzimos na íntegra:

“Realizou-se no passado dia 26 de setembro de 2022, uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Anadia, convocada após requerimento conjunto dos grupos municipais PSD, PS e do deputado municipal da CDU.

A convocação da sessão extraordinária foi motivada pelo sentimento de insegurança, desconfiança e alarme social de muitos munícipes de Anadia, face às evidentes situações da má qualidade da água para consumo humano no concelho, no período que decorre desde meados de agosto.

Atendendo à persistência dos sintomas de contaminação da água, confirmados pelos resultados das análises efetuadas, de forma responsável e colaborante, procurámos criar as condições para que o Executivo Municipal de Anadia explicasse detalhadamente as causas reais da crise na qualidade da água, e dos seus impactos na saúde e na vida dos consumidores do concelho.

No decorrer da sessão de 26 de setembro, a Presidente da Câmara, Engª Teresa Cardoso, assessorada por alguns técnicos do Município e acompanhada pela Delegada de Saúde do concelho de Anadia, Drª Graça Gonçalves, teve a oportunidade de, no local próprio, dar as explicações que entendeu.

No decorrer da sessão, a Senhora Presidente da Câmara de Anadia garantiu de forma perentória, que o sistema de captação, tratamento, distribuição e conrolo analítico da água de consumo, apesar de problemas diversos que reconheceu terem existido, se encontra neste momento em conformidade com a legislação aplicável.

Por sua vez, a Delegada de Saúde do concelho de Anadia, Drª Graça Gonçalves, assegurou que a água para abastecimento público, apesar de, em alguns casos se apresentar turva e com cor acastanhada, pode ser ingerida, sem riscos para a saúde humana.

Afirmou igualmente, que não lhe foi reportado pelos seus colegas médicos, nenhum caso de gastroenterite, com relação evidente de causa-efeito, com a contaminação fecal da água detetada nalgumas análises.

Perante estas afirmações da presidente da CMA e da Autoridade de Saúde local, que naturalmente responsabilizam quem as proferiu, registamos o declarado e aguardaremos de forma atenta o evoluir da situação no futuro próximo.

No segundo ponto da Ordem de Trabalhos da Assembleia foram feitas várias intervenções por parte dos deputados do PSD, PS e CDU, questionando a estratégia do Executivo para ultrapassar os diversos problemas que se colocam, a nível da água no concelho: falta de qualidade, desperdícios na rede, bem como à aplicação do PCQA – Plano de Controlo na Qualidade da Água.

Os deputados municipais do PSD, PS e CDU, mostraram a sua disponibilidade para colaborar na discussão, melhoria e aprovação dos orçamentos camarários, de modo a que possa investir de forma significativa, na renovação da rede de abastecimento de água, substituindo, designadamente, as condutas mais antigas (algumas em fibrocimento), que contêm amianto e reforçando os investimentos que se justifiquem nas captações, nos equipamentos de controlo e análise, já a partir do orçamento de 2023.

Esperamos que a nossa disponibilidade seja acolhida, de forma democrática, pela maioria que governa a autarquia de Anadia.

Anadia, 27 de setembro de 2022

Luís Fonte – PSD

Fernando Barbosa – PS

Rui Bastos – CDU”

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais