Bairridoce conta 40 anos de “Amores da Curia”

A Bairridoce – Pastelaria Saraiva oferece aos seus clientes sabor e tradição desde 1982. É para a região da Bairrada que distribuem a tradicional pastelaria portuguesa. Mil folhas, palmiers, pastéis de nata, éclairs, folhados, bolo de arroz, bolas de Berlim e, claro, o tradicional Amor da Curia são só alguns exemplos de toda a pastelaria que fabricam. Chegada esta altura do ano e também o bolo-rei entra nas contas.

Abriram a Belleria em julho de 2019, um novo espaço na Curia, onde vendem ao público as suas iguarias, mas também onde procuraram com uma decoração simples remeter a “belle époque” curiense. O espaço está aberto todos os dias das 7h às 20h e permite-lhes, assim, estar mais próximo das pessoas.

Tudo o que fazem é de forma tradicional, com as mesmas receitas de 1982. O doce de ovos, presente em muita da pastelaria, também é feito por eles, à moda antiga. Além da pastelaria individual têm algumas opções salgadas e bolos para eventos e aniversários.

A Bairridoce é, sem dúvida, uma empresa familiar. Aqui trabalham, lado a lado, as gerações mais antigas da família Saraiva e as mais novas. Definem-se como sendo fabricantes de pastelaria industrial portuguesa, apesar de também fazerem pão, e distribuem também para a restauração, hotelaria e supermercados.

Pensa-se que a criadora desses pastéis, de forma retangular e feitos com massa folhada recheada com ovos-moles e polvilhada com açúcar pilé seja a alemã Emília Wissmann, sobrinha do cozinheiro e pasteleiro do Palace Hotel do Buçaco, Conrad Wissmann (1859 – 1947). Emília casou-se com Afonso Rodrigues Costa, empregado naquele hotel. Em 1907, o casal alugou a Villa Figueiredo, na Curia, que mais tarde transformou no Grande Hotel da Curia, tendo também aberto no parque a Pastelaria Bijou, que ainda existe, onde se vendiam diversos doces, entre os quais os bolos “delícias” que na Curia eram conhecidos por “Amores da Curia”. Originalmente de forma quadrada, são pastéis de uma massa folhada muito fina recheada de ovos-moles e polvilhados com açúcar pilé, atualmente apresentados em forma de coração.

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais