Opinião pelo PS Anadia: Balanço político em Anadia 2022

Findo o ano de 2022, é um bom momento de fazer um balanço do que foi a actividade política do PS Anadia. Ao nível da CM, houve 27 reuniões e das 452 propostas do executivo MIAP, trazidas a reunião de CM onde o PS esteve,  96,5% (436) foram votadas favoravelmente, sendo nas restantes 16 utilizado a abstenção ou o voto contra em matérias como o Orçamento, aumento do tarifário da água, projecto de biorresíduos, despesas com a Feira da Vinha e do Vinho, por exemplo.  Os votos contra ou de abstenção são sempre justificados com uma declaração de voto e na prática prendem-se com divergências políticas fundamentais (por exemplo na votação do Orçamento) ou com a oportunidade de determinada decisão

Não pode pois o executivo MIAP queixar-se sobre a postura construtiva da oposição que o PS tem feito: no que faz sentido votar favoravelmente, o PS tem acompanhado o MIAP. As divergências maiores não estão, aliás, no que vem a reunião de CM, mas antes no que não vem!

Por outro lado, o PS interveio em todas as reuniões (cerca de 80 intervenções)  com pedidos de esclarecimentos, informações, alertas, reclamações de munícipes e diversas sugestões nos mais variados temas: desde a educação ao desporto;a acção social às freguesias;a segurança rodoviária à mobilidade;a manutenção dos parques verdes e infantis e espaço público (estradas, passeios, etc) à cultura;o comércio à habitação;o bem estar animal à preservação do património;a água à qualidade dos serviços públicos;os mercados aos cemitérios;a saúde ao ambiente.

Foi pois uma oposição atenta, firme,  fiscalizadora e abrangente em matérias de importância fulcral para a qualidade de vida dos Anadienses.

O PS fez ainda uma oposição responsável e solidária em matérias que o executivo MIAP entendeu serem relevantes – por exemplo admitindo que fossem adiadas determinadas delegações de competências.

Ao nível da Assembleia Municipal, foram 8 as sessões em 2022, incluindo 3 extraordinárias: a de comemoração do 25 de Abril, momento  que consideramos da maior relevância, devendo cada vez mais ser recordado, celebrado e vivido com a população; a sessão extraordinária convocada  em Setembro por toda a oposição na AM (PS, PSD e PCP) para debater o grave problema da qualidade da água cuja responsabilidade de fornecimento é da CM; e a sessão sobre a revisão da carta educativa. Nas sessões ordinárias, o PS manteve a mesma postura atenta e construtiva levantando várias questões actuais e pertinentes: por exemplo em Fevereiro de 2022 o PS fez uma proposta de recomendação no sentido de ser desenvolvida uma forte acção de sensibilização da população para a importância da poupança de água, tendo em conta a seca severa em que o país atravessava e que o Município de Anadia analisasse os consumos de combustíveis e energia (electricidade e gás) que são da responsabilidade do Município com vista à sua racionalização. Em ambos os temas – água e energia – o tempo provou que estávamos certos e que teria sido importante ter actuado antecipadamente em matérias que se revelaram sensíveis para Anadia. Os deputados do PS levantaram ainda questões fundamentais relacionadas com os traçados da Linha de Alta Velocidade, águas e esgotos, carta educativa, habitação e questões de saúde no concelho. O PS foi o único grupo municipal a questionar o presidente da AM sobre a eventual desagregação das Uniões de Freguesias do Concelho, tema fundamental que mais uma vez tem merecido ensurdecedor silêncio por parte do MIAP…

Em suma, o Partido Socialista de Anadia em 2022 colocou na agenda política temas que hoje continuam sem resposta: a habitação, os apoios ao comércio local, a importância de reforçar os apoios sociais quer aos cidadãos mais necessitados quer às IPSS que nesta área desenvolvem as suas actividades;a importância de manter em adequado estado de conservação o espaço público (jardins, parques infantis,etc);a importância de, por uma vez, investir na gestão da água por forma a reduzir substancialmente as perdas que são superiores a 50%, bem como garantir condições de fornecimento com qualidade e em segurança; importância de reforçar os apoios às associações culturais e desportivas que formam e ocupam centenas de jovens no nosso concelho e precisam de mais meios: mais campos, mais transporte, melhores infraestruturas, mais promoção; importância de apoiar a educação corrigindo situações que existem nalgumas escolas (CE de Arcos, Escola de Vilarinho), etc., etc..Em 2022 o maior erro do executivo MIAP foi a obra, que decorre à “socapa”, de descaracterização do património que é o Monte Crasto e que consumirá mais de 1,5 milhões de euros, os mesmos euros que depois escasseiam  por exemplo para as Freguesias…

A maior prova de incapacidade do Poder Político de Anadia, e a  maior mancha no seu currículo, este ano que findou, foi o gravíssimo problema da água canalizada absolutamente imprópria para consumo, que ainda hoje ninguém sabe porque ocorreu ou se voltará a ocorrer!

Mas 2022 foi também o ano do desconfinamento, do regressar às festas, feiras e festivais que caracterizam a gestão MIAP… Mais de 500.000 € para esta forma de fazer política, e menos do que isto para acção social ou para desporto.

Para o PS de Anadia, as pessoas e o seu bem-estar estarão sempre em primeiro lugar. Assim nos batemos, de forma intensa e construtiva, durante 2022. Venha o 2023! Bom ano para todos os anadienses.

 

PS Anadia

09-Jan-2023

 

Nota: o texto está escrito de acordo com o antigo acordo ortográfico por opção do autor.

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais