Sessões para Leitura Orientada em Sala de Aula no 1.º Ciclo na Biblioteca de Cantanhede

O auditório da Biblioteca Municipal de Cantanhede recebeu no passado dia 12 de setembro, a apresentação das propostas para a Leitura Orientada em Sala de Aula (LOSA), no 1.º ciclo de ensino escolar.

De carácter (in)formativo, a iniciativa foi dinamizada pelos professores bibliotecários dos Agrupamentos de Escolas Gândara Mar, Lima de Faria e Marquês de Marialva, que integram a Rede de Bibliotecas de Cantanhede, e contou com a presença de Pedro Cardoso, o vice-presidente da Câmara Municipal, com o pelouro da Educação, e a coordenadora Interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE).

Na abertura da sessão, Pedro Cardoso tendo como ponto de partida uma metáfora de navegação enalteceu “o trabalho desenvolvido e em desenvolvimento nesta importante área da educação e, em particular, este momento com grande significado que congregou todos os docentes titulares de turma do 1.º ciclo do concelho, cuja importância no percurso escolar dos alunos é enorme”.

Destacou ainda que “este é mais um projeto para motivar e estimular a prática regular e continuada da leitura e da escrita, desenvolver as competências de leitura, promover a literacia literária, que como sabemos influencia as aprendizagens em todas as áreas curriculares e é fundamental para o sucesso educativo dos alunos”.

Após a intervenção do autarca responsável pelo pelouro da educação, uma equipa da Biblioteca Municipal, relembrou aos presentes “a existência de vários conjuntos de exemplares da mesma obra que poderão ser requisitados pelos docentes, que poderão servir de apoio, para a implementação da LOSA”, para além de “todo o trabalho que possa vir a ser articulado entre as bibliotecas da Rede Concelhia neste âmbito”.

Posteriormente, os professores bibliotecários explicaram de forma sucinta o enquadramento da LOSA, designadamente os objetivos da ação “Escola a ler”, as condições de implementação, as atividades propostas e as selecionadas pelos três Agrupamentos de Escolas de Cantanhede, designadamente o Agrupamentos de Escolas Gândara-Mar, o Agrupamentos de Escolas Lima-de-Faria e o Agrupamentos de Escolas Marquês de Marialva. Os docentes aproveitaram ainda a ocasião para evidenciar a oportunidade única na deste projeto, enquanto atividade que permite trabalhar a leitura de forma sistemática, estruturada e diversificada.

Com os custos de implementação repartidos entre o Município de Cantanhede e o Instituto de Gestão Financeira da Educação, IP (IGeFE), a iniciativa «Escola a ler», prevê um reforço do orçamento definido de acordo com o número de alunos das escolas para aquisição de fundo documental.

A ação “Escola a Ler” é um projeto conjunto com responsabilidade partilhada entre a Rede de Bibliotecas Escolares, o Plano Nacional de Leitura 2027 e a Direção-Geral de Educação, resultando da agregação de todas as propostas respeitantes à ação Escola a ler, integrada no Plano Escola + 21|23.

Os três agrupamentos de escola do concelho de Cantanhede integram a rede de 717 escolas que se inscreveram na ação “Escola a ler”, a qual pretende fomentar o gosto pela leitura e pelo saber, desenvolver hábitos de leitura e a compreensão leitora. De entre as seis atividades propostas para a implementação desta ação, sendo a “Leitura Orientada em Sala de Aula” obrigatória nas escolas com 1.º e 2.º Ciclos, os AE do concelho de Cantanhede selecionaram ainda o “Projeto Pessoal de Leitura” e “Vou levar-te comigo!”.

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais