Município de Cantanhede investe mais de 92 mil euros em faixas de gestão de combustível

Reduzir os fatores que favorecem a ocorrência e a propagação dos incêndios rurais, promovendo desta forma uma eficiente gestão florestal na área geográfica do concelho é o objetivo dos trabalhos de manutenção das faixas de gestão de combustível que estão a decorrer nos troços da rede viária florestal, conforme previsto no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

Os trabalhos, que atualmente decorrem na via que liga a Pocariça à Venda Nova, obedecem a princípios de sustentabilidade e boas práticas florestais, orientadas consoante as características do terreno e têm com principal fundamento reduzir o perigo de incêndio rural, protegendo assim pessoas e bens.

Até final do ano, o Município de Cantanhede prevê que os trabalhos de manutenção das faixas de gestão de combustível totalizem uma área de 123,5 hectares. O valor do investimento será de 92.545 euros.

Este é um trabalho que, apesar de desconhecido de muitas pessoas, é essencial para a proteção de pessoas e bens, em caso de incêndio florestal”, salienta o vereador que tutela a Proteção Civil, Adérito Machado.

Ainda de acordo com o autarca, “as faixas de gestão de combustível servem como linha de defesa, facilitando assim a movimentação das equipas de combate e protegendo também a aproximação dos incêndios aos espaços urbanos”.

Em breve serão também iniciados os trabalhos de instalação das faixas de gestão de combustível na rede viária florestal na União de Freguesias de Vilamar e Corticeiro de Cima e concluídos os trabalhos nas freguesias de Cadima, Cordinhã, Febres, Ourentã, União de Freguesias de Cantanhede e Pocariça e iniciar, estimando-se uma área total de aproximadamente 61,1 hectares.

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais