0,50%, 0,75% e 0,00%. Subida das taxas de juro do BCE já está em vigor

O aumento das taxas de juro por parte do Banco Central Europeu (BCE) entrou em vigor na passada quarta-feira, 27 de julho, conforme anunciou a instituição na semana passada. Com esta subida, a taxa de juro aplicável às operações principais de refinanciamento e as taxas de juro aplicáveis à facilidade permanente de cedência de liquidez e à facilidade permanente de depósito crescem para 0,50%, 0,75% e 0,00%, respetivamente.

O BCE aumentou, na quinta-feira da semana passada, as taxas de juro em 50 pontos base, acima dos 25 pontos base que tinha indicado na reunião anterior, naquela que é a primeira subida em mais de uma década. Trata-se de uma resposta à aceleração da inflação.

PUB

Esta decisão teve por base “a avaliação atualizada do Conselho do BCE relativamente aos riscos de inflação e no apoio reforçado proporcionado pelo IPT [Instrumento de Proteção da Transmissão] para a transmissão eficaz da política monetária”.

Já no fim de semana, a presidente do BCE, Christine Lagarde, disse que as taxas de juro subirão tanto quanto necessário para que a inflação volte para 2%.

“Estamos a enviar uma mensagem clara às empresas, empregados e investidores: a inflação voltará ao nosso valor-alvo de 2% a médio prazo”, disse Lagarde, num artigo de opinião para o grupo alemão Funke Mediengruppe.

As medidas tomadas até agora, segundo Lagarde, “já estão a ter impacto nas taxas de juro em toda a zona euro”.

Os investidores estimam cerca de 113 pontos de base em aumentos adicionais das taxas do BCE até ao final do ano, de acordo com o mercado. A taxa de inflação atingiu 8,6% em junho na zona euro e as previsões apontam para que continue a subir.

Advanced Heading
SUBSCREVA JÁ

NEWSLETTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Ler mais